Visualizar as mensagens categorizadas de acordo com: Imagem

Sex and the City: 8 lições de moda que ficaram para a vida

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

25.10.19

O fim da década de 1990 foi marcado pela estreia e o sucesso de Sex and the City. A série com foco na vida de quatro amigas, suas carreiras e a moda, no entanto, tem diversas lições que podem ser aprendidas mesmo mais de 20 anos depois. Ao relembrar os episódios, é difícil deixar de se inspirar com os looks inusitados de Carrie Bradshaw. A protagonista, que é cheia de personalidade, não poupava esforços para se destacar e estar sempre bem-vestida.  Durante seis temporadas, a série deixou marcas e algumas lições que podem ser importantes mesmo nos dias atuais. Confira a seguir algumas delas.

1. Roupas são um investimento

Uma das lições de moda mais importantes de Sex and the City talvez seja com relação às compras. Assim como Carrie, veja esse momento como a hora de fazer investimentos. Portanto, muito cuidado e um olhar atento para não gastar com aquilo que não precisa ou não vai usar depois, mesmo que seja algo “baratinho”. Agora, gostou muito de uma peça que custa caro? Avalie a necessidade, as combinações que você pode fazer com outras peças que já tem e, claro, a sua conta bancária. Pode ser que valha a pena fazer esse mimo, sim!

2. Sustente seu look

Se você sentir vontade de usar uma saia longa com uma bota e um moletom, use! O importante, nesse caso, é você se sentir confiante e sustentar o seu look.  Nunca se sinta fora de contexto ou mal vestida. Eleve sua autoestima e tenha convicção das suas escolhas. Afinal, você é quem deve saber o que é melhor para si, não os outros.

3. Escolha a bolsa ideal

Em muitas produções de Carrie, o que chamava a atenção era a bolsa. Por isso, uma das lições de moda da série que ficam para a vida é: escolha a bolsa certa!  Se estiver com um look mais simples ou monocromático, por exemplo, aposte em um acessório chamativo para dar um up no visual. Ele pode ter um formato diferente ou simplesmente ser colorido. O mesmo vale para os sapatos.

4. Combine peças inusitadas

Outra lição de moda de Sex and the City que ficou para a vida é a combinação de peças que, aparentemente, são de estilos diferentes. Por exemplo, saia e tênis esportivo, ou ainda o calçado com uma calça de alfaiataria. O que, inclusive, está super em alta atualmente! Usar saia lápis ou de tule com uma t-shirt divertida também pode ser uma boa maneira de combinar peças inusitadas e ficar bastante estilosa.

Sex in the city

5. Aposte nas listras

Se tem uma estampa que é atemporal são as listras. E assim como em Sex and the City, você pode comprar peças assim hoje, e usar por muitos anos. Um verdadeiro investimento, certo? As listras podem ser tanto coloridas quanto monocromáticas. Se você quer um look mais clássico, aposte em cores como azul marinho e branco, ou ainda preto e branco.

6. Use sapatos estilosos, mas confortáveis

Montar looks estilosos e cheios de personalidade é muito fácil para a Carrie. No entanto, a personagem costumava apostar em sapatos confortáveis, mas sem deixar de ser fashion. Esse é o caso de scarpins de salto mais baixo, ou ainda de sandálias com salto grosso.

7. Vista o que você sentir vontade

E uma lição de moda de Sex and the City que certamente deve ser levada para a vida é: se quiser usar sua melhor roupa para ir a uma lanchonete, use! Não deixe aquelas peças lindas que você tem guardadas no armário com a desculpa de não ter onde usar. Usar roupas que façam você se sentir bem pode ajudar a te deixar segura, além de elevar a autoestima.

8. Os acessórios podem dar um up no seu visual

Algumas vezes negligenciados, os acessórios, como bijuterias e jóias, podem dar um bom up no seu visual. Assim como Carrie, invista principalmente em cordões.  Aproveite a moda de misturar várias peças e faça como a personagem de Sex and the City, que já ditava tendência há décadas atrás. E então, o que achou destas dicas? Vai adotar alguma delas? Conte para mim pelos comentários!

Será que chegou meu momento de fazer uma consultoria de estilo?

Posted by Nana in 1, Imagem | 0 comments

18.10.19

Você já leu muito sobre como melhorar sua autoestima, já tentou dar um up no seu guarda-roupas e até chegou a descobrir qual é a sua paleta pessoal de cores, mas ainda sente que está faltando algo? Talvez tenha chegado a hora de pedir ajuda a um profissional e fazer uma consultoria de estilo! De fato, trabalhar em cima da autoimagem e da percepção das pessoas sobre você não é para amadores. Porém, em uma consultoria de estilo você pode encontrar ferramentas para seguir em frente e se sentir mais confiante e segura com você, com seu corpo e com os seus objetivos pessoais ou profissionais. Para saber se chegou mesmo o momento de fazer uma consultoria de estilo, no entanto, você pode responder a algumas perguntas. Elas vão te ajudar a entender se você realmente precisa da ajuda de um profissional. Confira a seguir!

Como anda a sua autoconfiança?

Se você não se sente segura, de maneira geral, pode ser ideal buscar a ajuda de uma consultoria de estilo. A falta de confiança pode aparecer tanto na vida pessoal quanto no trabalho. Muitas vezes, ela deixa sua visão distorcida e te impede de alcançar seus objetivos. Aliás, pessoas com problemas na autoconfiança muitas vezes nem conseguem traçar metas e persegui-las. Em uma consultoria de estilo, você vai conhecer ferramentas de autoconhecimento e que vão te ajudar a se sentir mais segura. E isso acontece não só através de uma mudança física, com corte de cabelo, maquiagem e roupas de acordo com a imagem que você quer passar. Isso porque a consultoria de estilo vai além da sua imagem exterior. Ela entende suas características, seus desejos, seu dia a dia e como tudo isso reflete quem você é, de dentro para fora.

Você tem se sentido bonita?

consultoria de estilo Complementar à anterior, essa pergunta também pode te ajudar a decidir se é o momento de apostar em uma consultoria de estilo. É muito importante ter boa autoestima e se sentir bonita e confortável com a pessoa que você é. Engana-se quem pensa que uma consultoria de imagem e estilo quer que seus clientes andem na moda ou se enquadrem em um padrão de beleza.  Pelo contrário, o trabalho é justamente entender qual é o estilo da pessoa, seu formato de corpo, de rosto, tipo de cabelo e tom de pele, para então realçar o que ela tem de melhor, fazendo com que se sinta bonita com sua aparência.

Seu guarda-roupas está organizado?

Essa é outra pergunta importante, e que pode te ajudar a entender se você precisa de uma consultoria de estilo. Para conseguir se vestir bem, usar as combinações certas e, assim, sentir-se segura nos looks do trabalho ou para outras ocasiões, é fundamental que você consiga achar as peças que precisa. Então, de nada adianta ter um armário recheado de peças incríveis e novinhas se você não tem seu guarda-roupas organizado. Até mesmo se ele tiver um pouco vazio e sem vida, uma consultoria de imagem pode te ajudar a “salvar” alguns itens e compor looks que combinem com você e melhorem sua autoestima.

Você gasta muito com moda e beleza e mesmo assim não se sente bonita?

Já se pegou gastando mais do que deveria com roupas, sapatos, acessórios e outros itens, como maquiagens, e mesmo assim sente que não está bonita? Você pode, simplesmente, estar fazendo as escolhas erradas! Esse é um erro bastante comum. E não depende de quanto dinheiro você tem, ou de qual a sua classe social. É muito comum as pessoa não saberem o que devem usar para realçar sua beleza, por exemplo. Nesse sentido, uma consultoria de estilo pode ajudar, e muito! Fazer uma peça compor vários looks, ajudar a entender quais são as cores certas para o seu tom de pele, quais peças caem melhor no seu tipo de corpo, e até mesmo qual é a lingerie mais adequada, são papéis importantes de uma consultoria de estilo. Ficou interessada e quer iniciar hoje mesmo sua Consultoria de Estilo? Então entre em contato, fazemos conversar sobre o que podemos fazer por você!

Será que o cabelo curto é para mim?

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal, Visagismo | 0 comments

11.10.19

Tendência em 2015, o cabelo curto ainda é adotado por diversas celebridades e pessoas que querem praticidade, e promete voltar com tudo em 2020. No entanto, é preciso ter em mente que escolher o melhor corte de cabelo pode ser fundamental para compor uma imagem pessoal harmoniosa.  O cabelo curto, por exemplo, pode não cair bem para todos os formatos de rosto. Além disso, pode não combinar com uma determinada personalidade ou causar uma impressão diferente daquela que se pretende. Por saber disso, muitas mulheres ficam inseguras e com medo de adotar o cabelo curto. Algumas chegam decididas ao salão e, então, mudam de ideia e acabam “só cortando as pontinhas”. Porém, uma forma de conquistar a autoconfiança é a informação. Na hora de fazer um novo corte ou adotar o cabelo curto, é importante deixar as inseguranças de lado e aproveitar o novo look. Para isso, é essencial se sentir bem com a nova imagem. Confira a seguir algumas dicas que podem te ajudar a se sentir confortável para adotar madeixas mais curtas.

Corte de cabelo deve expressar a personalidade

A escolha do corte de cabelo, da paleta de cores pessoal e do tipo de peça de roupa interfere diretamente na sua imagem pessoal. E, claro, o ideal é sempre buscar um estilo que reflita a sua personalidade, seu dia a dia e seus objetivos pessoais e profissionais, No caso do cabelo curto não é diferente. Escolha um corte que tenha a ver com você e transpareça sua essência. Nesse caso, a ajuda de um profissional pode ser fundamental.

Cabelo curto pode rejuvenescer

Cabelo curto Você já deve ter reparado que as mulheres mais velhas costumam optar pelo cabelo curto, não é mesmo? Isso acontece porque o cabelo curto pode ser uma maneira de rejuvenescer a aparência. Os fios mais longos conduzem o olhar para baixo, dando a sensação de que a expressão está “caída”. No caso do cabelo curto a ideia é exatamente o contrário, elevando as feições.

Qual corte de cabelo curto é ideal para cada formato de rosto?

Há diversos aspectos que devem ser observados por quem quer adotar o cabelo curto. Um deles é o formato do rosto da pessoa. Dependendo do tipo da face, um determinado corte pode ser o mais indicado.  Ou seja: ter cabelo curto é uma questão de saber escolher qual corte cai melhor com cada tipo de rosto. Para isso, pode ser ideal buscar a ajuda de um profissional que entenda de técnicas de visagismo, como uma consultora de imagem e estilo. Assim, você tem a certeza de que escolheu um corte que favorece suas características físicas e te deixa ainda mais bonita, dando destaque ao que tem de melhor.  Quem tem rosto retangular pode ficar com o aspecto masculino caso adote cortes muito curtos. Esse tipo de corte também pode dar a impressão de que a cabeça de pessoas altas é pequena. Em rostos em formato de triângulo invertido, o cabelo curto demais também pode acentuar essa característica, dando a impressão de que a testa é ainda mais larga e o queixo ainda mais fino. Nesses casos, o ideal pode ser um corte na altura do queixo, e que tenha mais volume nessa região, para harmonizar os traços da face.

Cuidado ao adotar tendências

Para 2020, o cabelo curto promete voltar com tudo. Porém, é muito muito importante que você avalie aspectos como o formato do seu rosto e sua personalidade antes de adotar um corte só por que é tendência. O corte chanel é um dos que deve dominar os salões. Com comprimento reto até o queixo, o estilo foi tendência nos anos 1900 e 2000. Um dos pontos positivos desse tipo de corte é que cai bem tanto em cabelos lisos quanto cacheados. O estilo “joãozinho” também volta com tudo, agora visto com o nome de “pixie cut”. Ele é ótimo para dias quentes ou para quem não tem muito tempo de cuidar das madeixas. E isso sem perder o estilo! É que ele pode aparecer repicado, com a parte de cima maior e até mesmo com uma franja, que costuma ficar bem de lado. Esse tipo de corte também pode cair bem em fios lisos e cacheados, sempre observando o formato do rosto para saber qual cai melhor.

Cabeleireiro renomado tem fórmula para cabelo curto

John Frieda, cabeleireiro e fundador de uma das marcas mais famosas do mundo de produtos para cabelo, afirma ter encontrado a fórmula para descobrir se o rosto de uma pessoa combina com cabelo curto. De acordo com ele, o comprimento do corte tem a ver com ângulo da mandíbula. Por isso, a recomendação de John é que você pegue uma régua e posicione reta abaixo da orelha.  Então, coloque abaixo do queixo um lápis ou outro objeto reto e rígido para medir quantos centímetros tem entre a orelha e o queixo. Se o resultado for menor que 5,5 cm, John afirma que o cabelo curto é ideal. No entanto, a recomendação do cabeleireiro é que cortes mais longos sejam adotados por pessoas que obtiveram resultado superior a 5,5 cm. E você, já pensou em adotar o cabelo curto? Tem receio da mudança? Se estiver pensando, que tal conversamos para uma sessão de visagismo?

Mule Flat: a opção que pode salvar quase todos os seus looks

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

04.10.19

Sabe aquela peça coringa, que todo mundo deveria ter no armário? O mule flat se tornou um desses itens indispensáveis, figurando ao lado do vestidinho preto básico e do bom e velho jeans. Inspirado em modelos clássicos da Chanel, o mule flat tem um ar chic e mais arrumado, o que pode salvar quase todos os seus looks. Ele esteve em alta nos anos 1990 e voltou com tudo, graças a grifes como Prada e Gucci, que fizeram uma releitura do calçado e têm investido no modelo em suas coleções. Sabe aqueles dias em que você acorda com preguiça de pensar no que vestir? Ou que a criatividade falha e você acaba repetindo sempre os mesmos looks de trabalho ou lazer? Nesses casos, o mule flat pode ser a salvação. Ter um sapato como esse, que tem um design diferenciado e dá um toque elegância, pode ser o que falta naquelas looks básicos e preguiçosos. Além disso, um mule flat é confortável, já que não tem salto. Sendo assim, pode ser uma boa alternativa ao tênis, quando você precisa de um look mais arrumado, sem abrir mão do conforto. Veja a seguir algumas dicas de como usar mule flat para salvar quase todos os seus looks!

Mule flat nude pode dar a impressão de que é mais alta

Assim como outros modelos de sapato, com um mule flat na cor nude você pode parecer ter alguns centímetros a mais. Esse tipo de sapatilha dá essa impressão, principalmente, quando usamos com um vestido ou saia de comprimento midi. Mas, claro, com comprimentos mais curtos também funciona muito bem. Essa é uma dica e tanto para as baixinhas que não querem abrir mão do conforto, mas também fazem questão de estarem elegantes.

Combinação com calça cropped também ajuda a alongar

Outra forma de usar um mule flat para parecer mais alta é combinando com uma calça cropped, ou seja, modelos pantacourt ou com a barra mais curta. Esse tipo de calça deixa uma parte da canela à mostra e, junto com o mule flat, que também evidencia uma parte do pé, ajuda a alongar a silhueta. 

Cores e texturas podem fazer a diferença

Ter um mule flat “diferentão” pode salvar quase todos os seus looks. O dia em que você estiver sem criatividade e só conseguir pensar em vestir um jeans ou calça mais formal básica com uma t-shirt ou camisa branca, ter um mule flat colorido ou com uma textura diferenciada pode dar um up na sua produção. Aproveite tons tendência em looks de primavera como rosa e verde, por exemplo. Colocar um pouco de cor nos pés pode chamar a atenção para essa parte, sendo ideal para compor looks monocromáticos, como all black, ou ainda aqueles mais basicões. Outro tipo de mule flat que pode salvar suas produções é com estampa animal print. A padronagem pode aparecer de forma mais chamativa, como de oncinha ou zebra, por exemplo.  No entanto, também é possível encontrar modelos de mule flat em couro ou imitando couro de animais como cobra ou jacaré. Nesse caso, eles costumam aparecer em cores como preto, branco e vermelho, e ter somente a textura da pele do animal.

Peças de alfaiataria e mule flat

Para o office look, o mule flat pode fazer toda a diferença, salvando a sua produção. Por exemplo, ao usar com peças de alfaiataria como calças, saias e blazers, um mule flat pode trazer um ar mais despojado e moderno. Sendo assim, o calçado pode ser essencial para dar aquela quebrada em um look de trabalho muito sóbrio, ajudando a passar uma imagem de pessoa antenada e estilosa. Esse tipo de imagem pode ser ideal para quem trabalha em funções que exigem criatividade, como as ligadas à moda, arquitetura e marketing. E então, gostou das dicas? Aproveite para compartilhar com suas amigas!

Como adaptar seu armário para os looks de primavera?

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

27.09.19

A primavera já está aí e as coleções novas tomam conta das lojas. A tentação de comprar roupas novas é sempre grande, não é mesmo? Mas que tal praticar o consumo consciente e adaptar seu armário para os looks de primavera? Pode parecer uma tarefa difícil mas, no geral, a gente tem mais do que o suficiente no armário para compor bons looks de primavera e não precisar gastar comprando roupa. Outra dica para economizar - e ainda assim ter bons looks de primavera - é compor um armário em cápsula. O conceito consiste em separar as peças que você vai usar em uma estação ou época específica.  Assim, além de economizar comprando somente o necessário, você também consegue organizar melhor o seu guarda-roupas e ter mais facilidade na hora de se vestir e montar os looks. Para começar, o ideal é separar o que você já tem no seu armário para adaptar para os looks de primavera. Depois, veja o que você sente falta e quer comprar. Pode ser que haja ainda uma peça desejo que você não quer passar sem, por exemplo. Precisa de ajuda nessa missão? Confira a seguir algumas peças que você pode ter no seu armário e que podem ser adaptadas para os looks de primavera.

Combine peças com cores e estampas chamativas com outras básicas

Uma ideia para adaptar seu armário para os looks de primavera é separar o que tiver no seu guarda-roupa com a cara da estação: peças estampadas ou de cores fortes e que são tendência como pink e verde. Para não precisar investir em peças novas para os looks de primavera, o ideal é combinar o que você tem e que se encaixa nas tendências atuais, com outras peças básicas. Por exemplo: uma saia estampada e colorida com uma t-shirt branca ou preta pode ser o look de primavera ideal tanto para trabalhar quanto para os momentos de lazer. Ou ainda uma blusa pink com um jeans podem cair muito bem para ocasiões mais informais.

Peças com botões na frente são tendência nos looks de primavera

Outra dica para adaptar seu armário para os looks de primavera é aproveitar aquelas suas peças com botões na frente. Pode ser uma saia, uma blusa ou até mesmo um vestido. A tendência, que já foi vista em outras estações, volta com tudo nas coleções primavera-verão. Então, por que não continuar usando os looks que você já tem em vez de investir em novos?

T-shirts compõem muito bem os looks de primavera

As coleções de primavera-verão também estão cheias de t-shirt. Muitas delas com estampas divertidas e leves. Então, se você tem uma ou outra t-shirt no armário, que tal compor looks de primavera com elas? Você pode combinar uma t-shirt com peças mais chiques e sóbrias para compor looks de primavera mais formais. Por exemplo: use uma saia lápis e uma t-shirt com um scarpin ou sandália.  Agora, se você quer apostar em looks de primavera informais mesmo, abuse das t-shirts em produções com jeans ou peças mais despojadas.

Saia midi pode ser grande aliada nos looks de primavera

As saias plissadas de comprimento midi também aparecem muito nas coleções atuais. Então, se você já tem uma no seu armário, é hora de adaptar a peça para seus looks de primavera. Você pode apostar tanto em composições básicas, como a saia e uma blusa lisa, ou até mesmo em looks mais chiques, colocando um salto e uma camisa mais sofisticada, por exemplo.

Cardigãs podem ser bons aliados durante a mudança de temperatura

Durante a primavera, é comum que os dias tenham temperaturas que oscilam muito. Em algumas cidades, o dia pode começar mais frio, esquentar e depois esfriar de novo. Para passar por esse mudança climática no dia a dia, uma solução é ter sempre um cardigã a mão. Esse tipo de casaco fino e leve pode ser levado na bolsa e não pesa muito. Além disso, é um clássico que vai bem em qualquer estação. Isso sem falar que a peça vai bem com grande parte dos looks, indo desde os mais despojados até os mais formais. 

Peças que parecem pijama também são boas opções

Conjuntinhos que parecem pijamas ou os chamados slip dress também compõem muito bem os looks de primavera. Essas peças já estiveram em coleções passadas. Então, pode ser que você já tenha alguma no seu armário para adaptar nesta estação.  

Entenda tudo sobre os diferentes formatos de bolsas

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

20.09.19

Muita gente já sabe que, para escolher o look ideal, é preciso conhecer o formato do seu corpo, além da sua paleta pessoal de cores. O mesmo acontece para a maquiagem, que deve ser a ideal para o seu tipo de pele. Agora, o que algumas pessoas ainda não entenderam é que também é preciso ficar atenta ao formato das bolsas. Dependendo do seu tipo de corpo, da sua altura e do estilo do look, é possível encontrar o acessório ideal entre diversos tipos de bolsas. Existem ainda algumas dicas básicas. Por exemplo, quem é mais baixa deve preferir bolsas que não sejam muito grandes, e que tenham alças mais curtas. Já pessoas mais altas devem procurar bolsas que tenha alças mais compridas e que não sejam tão pequenas, pois pode parecer desproporcional. Dependendo da ocasião e do horário, também fica mais fácil escolher o tipo de bolsa ideal. Durante o dia, as médias e grandes podem ser a melhor solução, já que comportam uma quantidade maior de itens. Agora, durante a noite, é possível apostar em bolsas menores, e que possam transportar somente o essencial.

E as cores das bolsas?

Fique atenta também às cores das suas bolsas. Tenha sempre aquelas em tons mais neutros e que combinam com um número maior de looks. Bolsas pretas, marrons e nudes podem ser essenciais para produções do dia a dia e até as mais sofisticadas. Para as mulheres mais criativas, fashions e ousadas, as bolsas coloridas podem funcionar muito bem. Tons como rosa, roxa, azul e verde dão destaque à produção. No entanto, nesses casos o ideal é apostar em looks mais básicos, com tons neutros, em que o destaque sejam os acessórios. O material das bolsas é outro ponto para prestar atenção. Algumas pessoas preferem aquelas mais molinhas, enquanto as mais rígidas podem passar um ar mais elegante. Elas podem ser de tecido, couro ou material sintético.  Então, fique atenta na hora da compra: escolha bolsas que tenham cores e formatos que combinem não só com o seu tipo de corpo, como também com o seu estilo e a utilidade daquele acessório no seu dia a dia. Evite adquirir bolsas que não vá usar muito, por exemplo.

Confira os principais formatos de bolsa

Clutch 

Esse é aquele tipo de bolsa pequena, de mão. No geral, não tem alça. Ela costuma ser em formato retangular. Porém, aparece em diferentes formas e estilos. Esse tipo de bolsa é mais usada em festas à noite como casamentos. Contudo, dependendo do tipo, pode ser usada de dia facilmente.

Carteira

As bolsas carteira também são de mão e podem ter uma alça curta para encaixar no pulso. Elas também podem ter diferentes formatos. São ideais para ocasiões formais ou mesmo as informais, como almoços e passeios de dia. 

Envelope

Como o nome sugere, as bolsas envelope são aquelas em formato retangular, que abrem e fecham como um envelope. Elas costumam ser mais finas e, por isso, mais indicadas para quem não precisa levar muitos itens. Com alça ou não, dependendo do estilo a bolsa pode ser usada tanto para ocasiões formais quanto informais.

Saco

Mais indicada para o dia a dia, as bolsas saco estiveram muito em alta há algum tempo, e ainda são encontradas com facilidade nas lojas. Elas têm formato de sacola, geralmente com fundo arredondado e uma cordinha para fechar a parte de cima. Sua alça pode ser tanto curta quanto longa.

Tiracolo

As bolsas tiracolo são aquelas com alça mais comprida, que ficam apoiadas no ombro ou são usadas transpassadas no corpo. Elas são ideais para dar mobilidade, principalmente em ocasiões como viagens. Como seu formato, material e estilo podem variar, as bolsas tiracolo podem ser usadas em diferentes ocasiões, seja de dia ou à noite.

Hobo

No formato de meia-lua, as bolsas hobo são encaixadas no ombro e, dependendo do tamanho, são ideais para trabalhar ou carregar muitos itens. No entanto, ela também pode ter um tamanho menor e ideal para sair à noite.

Tote

As bolsas tote costumam ser as mais indicadas para quem leva sempre muita coisa. Elas têm um formato retangular com duas alças na parte de cima, que são encaixadas nos ombros. Sua estrutura pode variar muito, sendo de materiais maleáveis ou até mesmo de couro.

Baú

Já as bolsas baú são aquelas mais arredondadas, que costumam ter alças curtas e ideias para encaixar nos braços ou carregar na mão. Em alguns casos, elas têm uma alça para usar como bolsa tiracolo.

Satchel

Geralmente mais estruturadas, as bolsas satchel costumam ser de ombro e ter formato retangular. Elas caem bem no ambiente de trabalho ou situações mais formais. Contudo, também podem ser usadas no dia a dia. 

Carteiro

Como são maiores, as bolsas carteiro são mais indicadas para o dia a dia de quem leva sempre muita coisa para cima e para baixo. Esse tipo de acessório costuma ser retangular e ter uma aba para abertura na frente, assim como visto em bolsas de carteiros.

Mochila

As mochilas são práticas e versáteis. Esse tipo de bolsa, que nunca sai de moda, pode ter diferentes tamanhos e estilos. As maiores são indicadas para viagens ou para carregar itens como laptops. Já as pequenas podem ser muito úteis no dia a dia e em viagens, por exemplo.

Maxi bolsa 

As maxi bolsas são aquelas de tamanho bem grande, que podem ser de mão ou de ombro. Elas são indicadas para pessoas mais altas.   E então, qual o seu tipo de bolsa preferido? O que achou das dicas? Conte tudo para mim pelos comentários!