Visualizar as mensagens categorizadas de acordo com: Pessoal

Cuidar da autoestima somente após o fim do relacionamento?

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

12.10.18

Muitas vezes, quando começamos um relacionamento, deixamos de lado nossas preferências na hora de se vestir, de se maquiar e de se arrumar, de maneira geral, em detrimento dos gostos da outra pessoa. Mas será que isso nos faz bem?

Viver pensando em agradar outra pessoa pode ser bastante desgastante e acabar ofuscando quem realmente somos e o que queremos para as nossas vidas. E, quando esse relacionamento chega ao fim - ou mesmo durante ele -, podemos nos deparar com uma imagem pessoal que não era aquela que queríamos para nós mesmas.

Se você ainda não parou para pensar sobre isso, a ideia desse post é fazer refletir sobre a autoestima atrelada ao relacionamento - o que pode ser bastante polêmico. Para isso, selecionei algumas perguntas que podem ser a chave para descobrir se o seu relacionamento está minando a sua autoestima e autoconfiança.

Quem era você antes do seu relacionamento?

As pessoas mudam conforme o passar do tempo, e isso é comum e natural. A reflexão aqui deve ser sobre como se deu essa mudança. Se você era uma pessoa muito brincalhona e passou a ser mais contida, por exemplo, isso foi por conta do seu amadurecimento pessoal ou porque seu parceiro (a) te exigiu disso, direta ou indiretamente?

Mudar o seu comportamento e o seu jeito de ser por causa de outra pessoa pode não ser saudável para você mesma, pois pode se tornar cansativo forjar uma personalidade tentando agradar outra pessoa.

Se você chegou à conclusão de que vem agindo conforme os gostos e preferências da outra pessoa, talvez seja a hora de rever o seu relacionamento, refletindo se ele está te fazendo bem e se você está feliz consigo mesma, se consegue ser completa mesmo sem a outra pessoa, ou se depende emocionalmente ou financeiramente de alguém para se sentir feliz.

Para sermos felizes, é preciso cultivar sentimentos de satisfação com quem somos, com o que fazemos e como agimos. Esse sentimento não pode estar atrelado a um relacionamento ou a qualquer outro aspecto que não dependa exclusivamente de nós mesmas.

O que gostava de vestir antes do seu relacionamento?

Também é muito comum mudarmos nosso estilo com o passar do tempo, e isso se deve, inclusive, ao nosso amadurecimento, crescimento pessoal e até profissional. Nesse aspecto, cabe também a reflexão sobre como se deu essa mudança: foi natural, porque você quis, achou necessário, ou foi porque outra pessoa impôs?

Em muitos casos, um relacionamento abusivo tem seus primeiros sinais quando o outro passa a exigir que se use um certo tipo de roupa. Isso pode ser sutil, induzindo você a querer mudar para agradar a outra pessoa ou mesmo manter o seu relacionamento.

Porém, os pedidos para trocar de roupa, para usar comprimentos mais longos, evitar decotes ou qualquer outra mudança podem vir acompanhados de agressões psicológicas, verbais, e até mesmo físicas.

Fique atenta a esse tipo de comportamento. Pôr fim a um relacionamento abusivo pode ser muito difícil, principalmente quando você acha que depende daquela pessoa.

Se você identificar esse tipo de comportamento vindo de seu parceiro (a), observe a evolução disso no seu relacionamento e esteja pronta para buscar ajuda se achar necessário. Amigos, parentes e psicólogos podem te ajudar a ter mais clareza sobre o que está acontecendo, sobre o que você sente e o que deve fazer.

Cuidar de você durante o relacionamento

Agora, nem sempre esse é o caso e, muitas vezes, mesmo estando em um relacionamento saudável, deixamos de lado nossas preferências por estarmos acomodadas ou sem tempo, por exemplo. A questão é: como você era antes do seu relacionamento: sentia-se bem quando se arrumava? Usava maquiagem e acessórios?

Pense no que mudou e porque isso aconteceu. Tente resgatar quem você era, ou quem você quer ser daqui pra frente, caso aquela figura não te represente mais. É importante nos mantermos fortes e com a autoestima elevada mesmo quando não precisamos conquistar uma pessoa, ou já estamos em um relacionamento há muito tempo.

Isso porque a imagem que passamos para as pessoas reflete nas nossas relações, na nossa vida profissional e, principalmente, em como agimos, nos colocamos e em como nos sentimos com relação a nós mesmas, mesmo que isso seja implícito, ou seja, nem sempre você associa sua infelicidade ou falta de satisfação em algum aspecto da vida com a sua imagem pessoal.

Se o seu relacionamento terminasse hoje, o que mudaria em você?

E uma última pergunta que gostaria que você refletisse é: se você terminasse o seu relacionamento, você mudaria algo, como a cor dos cabelos, o corte, ou as roupas que usa? Se a resposta for sim, é hora de reverter isso!

Claro que é muito importante identificar os motivos pelos quais você não está se comportando ou se vestindo da maneira como gostaria. Para isso, você vai precisar pensar bastante e até mesmo buscar ajuda profissional como um psicólogo, por exemplo.

Mas, independentemente dos motivos que te levaram a ser ou a se vestir de outra maneira, é necessário rever esse comportamento e concentrar o seu olhar sobre os seus desejos e vontades.

Pode ser que você esteja até em um emprego ou profissão que não seja a que realmente quer só para agradar alguém ou manter seu relacionamento. Pense bem sobre todos esses pontos e coloque no papel o que gostaria de mudar.

O que você gostaria de fazer e não faz por causa do seu relacionamento? Como você quer se vestir? Que tipo de maquiagem ou acessórios acha que combinam com você e tem deixado de usar? Busque estar satisfeita com o seu eu e elevar sua autoconfiança hoje mesmo!

Se achar necessário, busque ajuda de uma consultoria de imagem e estilo para entender qual é a melhor maquiagem para o seu tom de pele, quais roupas combinam mais com você e como passar uma imagem segura e positiva que te deixe feliz e eleve a sua autoestima!

Até a próxima!

Como escolher o presente ideal para o Dia dos Namorados?

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

05.06.18

Para agradar seu parceiro ou parceira com um presente de dia dos namorados especial, é preciso, primeiro, conhecer bem seus gostos, personalidade e temperamento. Aqui no blog, já falamos de algumas técnicas de visagismo que podem te ajudar, como por exemplo a cor ideal de maquiagem para cada pele, dicas para se vestir bem no trabalho, além de algumas orientações para se vestir com segurança. Agora, vamos falar sobre como essas técnicas podem se aplicar à personalidade de cada um, facilitando na hora da escolha do presente de dia dos namorados. Para começar, é bom explicar que diversas teorias apontam para a existência de quatro grandes grupos de temperamentos, com traços e características diferentes: sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático. A seguir, conheça um pouco mais sobre cada um e descubra qual é o presente de dia dos namorados ideal em cada caso!

Sanguíneos: presente de dia dos namorados também pode ser uma experiência

Os sanguíneos são aqueles alto-astral, sabe? Gostam de festas e aventuras. Eles estão sempre alegres e são bastante comunicativos. Como são mais informais e gostam de estar no centro das atenções, acessórios e peças de roupas mais marcantes podem ser ideais. Para a primeira opção, um maxi colar ou um relógio imponente podem agradar. Já as roupas podem ter estampas mais chamativas e cores fortes. Outra opção é apostar em um perfume que seja refrescante e reflita a personalidade alegre. E se você não quer dar um objeto de presente de dia dos namorados, e sim uma experiência, vale a pena pensar em algo criativo e marcante, como assistirem juntos a um espetáculo ou corrida automotiva. Você também pode levá-lo para uma viagem que proporcione contato com a natureza, como um destino de praia ou serra, por exemplo.

Coléricos são mais sofisticados e têm traços marcantes

Quem tem temperamento colérico geralmente gosta de coisas de boa qualidade, o que já é uma dica e tanto para acertar no presente de dia dos namorados! Com vocação para liderar, os coléricos são bons em fazer planejamentos, mas também são um tanto quanto impacientes. Sua personalidade é mais reservada e prática. As características desse temperamento costumam ser fortes e marcantes. Só com essas dicas já dá para ter uma boa ideia de como presentear: perfumes amadeirados e sexys, que tenham uma fragrância notável, lingerie que desperte o lado sensual ou, quem sabe, uma roupa ou sapato mais moderno. Como são mais sofisticados, uma joia também cai bem! Se a ideia for proporcionar uma experiência como presente de dia dos namorados, reservar um restaurante mais sofisticado para uma noite especial pode agradar. Caso prefira viajar, escolha um bom hotel em um destino que combine com seu parceiro ou parceira.

Melancólicos gostam de presentes românticos

Presente para o Dia dos Namorados O temperamento melancólico é o mais romântico e artístico de todos. Desse jeito, escolher o presente de dia dos namorados certo não vai ser uma missão difícil, já que são muitas as opções que combinam apenas com essas duas características! Os melancólicos costumam ser minimalistas, já que são extremamente organizados. Eles também são bastante sensíveis - daí o nome dado a essa personalidade. Quer dar um perfume? Os florais, mais adocicados e orientais combinam bem com esse temperamento. E como têm um estilo romântico, clássico e natural esportivo, se a escolha for por peças de roupa, siga um desses estilos para não errar. E não se esqueça: como são mais românticos, vale a pena caprichar em um cartão com uma declaração, ou ainda comprar um presente de dia dos namorados que tenha valor sentimental ou simbólico, como aliança de compromisso, livro de memórias com fotos do casal ou um jantar à luz de velas.

Fleumáticos são fáceis de lidar, e também de agradar!

Sabe aquele amigo para todas as horas, que adora ajudar os outros e está sempre disponível? Se seu parceiro ou parceira é assim, provavelmente é um fleumático! Esse temperamento costuma ser bastante diplomático e fácil de lidar, mas também conformista e pouco vaidoso. Como são mais simples e fáceis de agradar, escolher um presente de dia dos namorados não vai ser difícil. Se for comprar um perfume, é melhor que tenha uma fragrância mais discreta, ou ainda que seja uma água de banho, com cheiro fraquinho e pouco chamativo. Escolher uma peça de roupa para presentear também vai ser fácil: aposte no básico, mas prefira aquelas que sejam confortáveis e de boa qualidade, como um jeans ou uma camiseta que vá durar bastante. Os fleumáticos também gostam bastante de programas gastronômicos. Geralmente, amam comer e assistir a filmes. Então, que tal um cinema e depois um jantar romântico em um lugar que ele ou ela goste? E, por não serem muito vaidosos, é importante observar se existe um desejo latente para melhorar a aparência, e ajudar nessa missão, aumentando a autoestima! Nesse caso, um presente bacana é o curso de Personal Colors Makeup, que ensina como realçar a beleza natural a partir de técnicas de visagismo! Que tal experimentar?

Saiba tudo sobre como organizar seu guarda-roupas

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

17.05.18

Organizar seu guarda-roupas costuma ser um dos primeiros passos de uma consultoria de imagem e estilo justamente porque ajuda a identificar o que você realmente precisa e o que não te serve mais. Com isso, você enxerga melhor suas roupas, acessórios e sapatos, consegue montar looks com mais facilidade, o que vai te deixar mais segura na hora de se vestir. Além disso, ao organizar seu guarda-roupas, aquela velha desculpa de "não tenho o que vestir" tende a ser deixada de lado, pois geralmente essa fala tem por trás um armário desorganizado. Isso sem falar que viver no meio da bagunça pode ser bastante estressante! Para te ajudar a recuperar aquela sensação de bem-estar ao ver tudo em ordem, separei 5 dicas de como organizar seu guarda-roupas, que podem te ajudar nessa tarefa. Confira a seguir!

1. Reveja suas roupas ao menos uma vez ao ano

Separe pelo menos um dia por ano para organizar suas roupas, acessórios e calçados. Nesse processo, é importante separar os itens em três pilhas: as peças que precisam ir para o lixo, as que vão para a doação, e as que você vai manter no guarda-roupas. A primeira é composta por aquelas peças que estão muito velhas, desgastadas, manchadas ou até furadas. Na pilha da doação, coloque apenas os itens em bom estado, mas que não te servem mais, não caem bem ou que simplesmente você não usa mais. E não se esqueça: roupas íntimas não devem ser doadas! Ao organizar seu guarda-roupas, uma dica é colocar em um saquinho limpo e seco as peças que vão para o lixo. Assim, caso alguém encontre e queira ficar, elas vão estar limpinhas. Já a doação pode ser para amigas, igrejas, instituições de caridade... você pode até anunciar as peças na internet e vender para ganhar uma graninha extra! Agora, as peças que você usa no dia a dia precisam voltar para o guarda-roupas durante a organização. E sabe aquelas que você não usa há muito tempo? Experimente, veja se ainda servem, se te caem bem, e tente criar looks com elas. Se no seu armário não tiverem peças que combinem, talvez seja melhor se desfazer dessas roupas. Certas cores e estampas podem não combinar muito com o seu estilo ou com o seu tom de pele, por exemplo. Você pode usar técnicas de visagismo ou fazer um curso de Personal Colors para te ajudar a entender quais são as suas cores ideais e evitar aquelas peças que não combinam muito com você.

2. Ao organizar seu guarda-roupas, use cabides iguais

A organização é muito visual, certo? E quando você tem cabides de cores e tamanhos diferentes a sensação pode ser de que está tudo uma bagunça, mesmo sem necessariamente estar. Tente comprar cabides iguais para todas as peças. Assim, você vai ter uma impressão melhor ao abrir o guarda-roupas, e vai conseguir enxergar as peças com mais facilidade. Como organizar seu guarda-roupas

3. Use capas protetoras para peças delicadas

Sabe aquele vestido de festa bordado ou de tecido delicado que você quase não usa? Coloque em uma capa protetora para evitar que ele sofra com a ação do tempo ou seja danificado com a movimentação das roupas no dia a dia. Outra dica para peças delicadas é observar se elas devem mesmo ficar em cabides. Casacos de lã, por exemplo, não podem ser pendurados, pois tendem a ter a fibra danificada, além do risco de puxar fio. Nesse caso, o ideal é colocá-los em saquinhos de tecido e guardar na gaveta quando for organizar seu guarda-roupas.

4. Organize seu guarda-roupas com caixas, cestos e divisórias 

Até agora, falamos apenas da roupas. Mas outros itens como acessórios, sapatos, bolsas, roupas de cama e toalhas costumam dividir espaço no armário. Certifique-se de que cada tipo de item tem um lugar específico na hora de organizar seu guarda-roupas. Você pode usar caixas e cestos para colocar sapatos, por exemplo. Além disso, use as divisórias do armário para determinar qual vai ser o espaço de cada tipo de coisa. Outra possibilidade é comprar caixas específicas para itens como bijuterias e relógios, para manter a organização. Também é possível comprar divisórias para gavetas, separando espaços de roupas íntimas e outros acessórios.

5. Separe as roupas por tipos ou cores ao organizar seu guarda-roupas

Na hora de organizar seu guarda-roupas, é importante definir como você prefere que seja feita a divisão dos itens. Duas opções podem ser interessantes: escolher separar as roupas por tipos ou por cores. Se você tem roupas específicas para cada ocasião, como para sair e para trabalhar, pode fazer a organização do seu guarda-roupas seguindo essa lógica, o que vai te facilitar bastante no dia a dia na hora de escolher o que vestir, por exemplo. Também é possível separar roupas de calor, roupas de meia estação, de frio e casacos, por exemplo. Ou, se preferir, organize seu guarda-roupas por cores. O ideal, nesse caso, é que você use o método que vá tornar o seu dia a dia mais simples! E então, o que achou das minhas dicas? Se ficou alguma dúvida, deixe seu comentário para que eu possa te ajudar!

Como ter mais segurança na hora de montar seus looks

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

19.04.18

Para ter autoconfiança, é preciso trabalhar vários aspectos. Um deles é a maneira de se vestir. E montar seus looks de maneira a sentir segurança pode ser mais simples do que imagina. Não é preciso ter um "corpo perfeito" ou estar no seu peso ideal para se vestir bem. Mas, tenha em mente que é preciso se conhecer: saber o que vai bem com o seu corpo e com a sua personalidade é um dos primeiros passos para acertar no visual. Apostar em cursos ou consultorias de estilo pode ajudar a encontrar o caminho certo para se sentir bem com seu corpo na hora de se vestir. Mas também existem algumas dicas básicas para ter segurança ao montar seus looks. Confira a seguir 6 importantes passos para conquistar a autoconfiança:

1. Conheça o formato do seu corpo

Olhar-se no espelho e conhecer o seu biotipo já te dá um bom leque de opções para se vestir. E nesse quesito, só uma coisa é certa: não importa seu tipo de corpo, sempre há uma maneira de se vestir bem e se sentir segura! Você só precisa encontrar seu estilo. Alta, baixa, magra, acima do peso, com corpo oval, triangular... São muitas as formas que um corpo pode ter, e para todas elas existem looks que caem melhor, e outros que nem tanto. Pessoas altas geralmente não querem acentuar essa característica. Nesse caso, o ideal é evitar roupas curtas e muito justas. Já para quem é baixinha e quer parecer mais alta, uma dica é apostar em looks monocromáticos, saias e calças de cintura alta e comprimento mini, que alongam a silhueta. No caso do formato do corpo, também há dicas para se sentir confiante, ressaltando o que você tem de mais bonito. Em corpos ovais, calças na altura da cintura e de corte reto podem ajudar. Valorizar o colo também é uma boa ideia. Para isso, invista em decotes em V ou U. Chamar a atenção para o colo também vai bem para quem tem corpo retangular. Pessoas com esse tipo de corpo podem apostar em peças acinturadas ou cintos para criar a sensação de curva na cintura. Em corpos triangulares, uma dica é deixar os ombros de fora com blusas no estilo "ciganinha" ou tomara que caia, além de camisas coloridas e com mangas. Mas se o triângulo for invertido, o melhor é apostar na parte de cima mais escura e calças com volume, como pantalonas. Um dos formatos de corpo mais admirados é o de ampulheta, em que a cintura é bem marcada. Para quem é magra, praticamente qualquer peça cai bem. Já quem tem seios ou quadril grande, o ideal é tentar deixar a proporção harmônica com camisas de gola alta, que disfarçam o tamanho dos seios, ou calças de corte reto, para "diminuir" o quadril.

2. Descubra quais são as suas cores

O primeiro passo para saber quais tons são ideias para a cor da sua pele é entender se a tonalidade dela é amarelada, rosada ou oliva. Nesse aspecto, o objetivo também é ressaltar a beleza natural e evitar acentuar o tom da sua pele, o que pode te deixar pálida, vermelha demais ou acinzentada. Em peles amareladas, roupas em tons de amarelo, rosa e azul podem trazer equilíbrio. Já as rosadas costumam ser peles mais claras, que ficam bem com rosa, branco, azul e marrom. Para as peles puxadas para o oliva, a dica é apostar em tons mais escuros como azul marinho e preto, ou mais quentes para tirar a palidez, como é o caso do vermelho.

3. Como montar seus looks de acordo com a ocasião

Como montar seus looks com mais segurança Montar seus looks de acordo com o ambiente e a ocasião dá muito mais segurança. Sentir que as roupas estão inapropriadas, ou que destoam do restante das pessoas pode minar a autoconfiança. Para ficar à vontade em todas as ocasiões, fique atenta ao convite. Ele costuma dar muitas pistas sobre o estilo do evento. Mesmo se não houver um convite formal, em papel, veja se o evento ou festa é em local aberto ou fechado, se é de dia ou à noite. Se você for convidada para um churrasco, por exemplo, provavelmente vai encontrar pessoas vestidas casualmente, com shorts, bermudas, vestidos mais leves e sapatos baixos. Já um casamento pede uma produção mais elaborada, incluindo a maquiagem.

4. Tenha peças coringa para montar seus looks

Quem trabalha com moda costuma eleger algumas peças como essenciais no armário de qualquer mulher. Seja lá qual for o estilo, essa seleção é um bom ponto de partida para montar seus looks com mais segurança. Entre as roupas eleitas essenciais sempre há um bom jeans, vestido preto básico, calça preta, blusa listrada, camisa branca, jaqueta de couro ou blazer preto, além de sapatilha e scarpin em cores neutras.

5. Monte seu look no dia anterior

Acordar cedo e ter que escolher a roupa que vai usar pode ser uma missão difícil para muitas mulheres. Para não correr o risco de errar ao montar seus looks e sentir insegura durante o dia, o ideal é preparar a roupa que vai ser usada no dia anterior, ou até antes disso. Você pode, por exemplo, separar todos os looks que vai usar durante a semana. Se não tem certeza que acertou ao montar seus looks, experimente antes de separar as roupas. Escolha também os sapatos e acessórios que combinam. Assim, você assegura que vai se arrumar com mais agilidade e ainda se sentir confiante com as escolhas.

6. Seja você mesma na hora de montar seus looks!

Você pode seguir muitas dicas de como se vestir bem, mas nenhuma delas vai te fazer sentir autoconfiante se você estiver tentando ser alguém que não é. Algumas mulheres fazem o estilo mais despojado, não gostam de usar salto alto, saia ou muita maquiagem. Mesmo assim, é possível montar looks incríveis e que passem segurança. Mas também existe o contrário, mulheres que não saem de casa sem um salto alto e um batom vermelho caprichado! Nesses casos, também é possível dosar os elementos visuais e fazer com que o look te deixe segura e de acordo com as ocasiões. Leve em consideração não só quem você é hoje, sua profissão ou posição social, mas pense também em quem você quer ser, onde quer chegar e o que deseja conquistar em sua vida. Se existe algo que você queira mudar, um bom começo é mostrar ao mundo suas aspirações usando técnicas do visagismo. E isso pode ser feito também através da maneira como você se veste. E então, o que achou de minhas dicas para encontrar seu look perfeito? Se ficou alguma dúvida, deixe seu comentário!

Que cor de roupa usar no Réveillon?

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal, Profissional | 0 comments

  O ano de 2017 está terminando, algumas pessoas querem que ele acabe logo, outras nem tanto, mais uma coisa é certa, todo mundo já está pensando que cor de roupa usar no réveillon? Será que branco é a cor ideal? Ele representa paz como reza a lenda? Preto jamais? São tantas perguntas que resolvi escrever para vocês como as cores influenciam no nosso emocional.

Vamos começar falando sobre “sorte”, quando o assunto é: que cor de roupa usar no réveillon.

Nem todos os países usam branco na passagem de ano, essa tradição existe aqui no Brasil porque sofremos influências dos países africanos e de religiões como Umbanda e Candomblé onde o branco é usado para ritos de limpeza espiritual. Esse hábito começou nas praias do Rio de Janeiro e se espalhou por todo o país. Em outras localidades como Estados Unidos por exemplo, não há problema algum em usar um lindo vestido preto. Mas afinal, como as cores influenciam no nosso estado de espírito? Que cor de roupa usar no réveillon? Vamos lá!   VERMELHO: Esta cor faz com que você se sinta mais vigorosa, expansiva e pronta para avançar adiante em algum sentido evidente. Ela tende a atrair o olhar das pessoas e chamar a atenção. Se você usar vermelho, isso pode transmitir que você é uma pessoa que tem ardor e paixão, ferocidade e força. As pessoas que gostam de ação e drama apreciam essa cor. Vestir-se de vermelho também pode indicar que você possui uma sexualidade vigorosa. MAGENTA: Vestir roupas dessa cor gera sentimentos de suavidade, afetuosidade e docilidade. Ela estimula afeição e sentimentos como amor e compaixão. Devido à contribuição do vermelho para a produção dessa cor, o Magenta também transmite uma mensagem sexual poderosa, que pode ser manipulador em num nível sutil. Se você gosta de vestir-se com essa cor, isso pode indicar que quer expressar sua sensualidade. LARANJA: Esta cor revigorante e estimulante não tem muito do mesmo dinamismo do vermelho. Se estiver usando roupas da cor laranja, você pode ter traços corajosos e aventureiros, demonstrando entusiasmo e zelo em qualquer coisa que faça, mesmo que isso consuma suas energias. As pessoas que usam essa cor são afirmativas e gostam de rir e fazer outras pessoas rirem. O uso de roupas da cor laranja também estimula a conversação e o senso de humor.   AMARELO: Esta cor geralmente é usada pelos intelectuais, estudiosos e pessoas que gostam de ocupar posições de autoridade e de controle. Ela estimula a receptividade e a atenção aos detalhes. Vestir-se de amarelo "atrai a luz". Essa é a cor mais associada com o Sol e tende a gerar qualidades otimistas e positivas nas pessoas que a usam em suas roupas. Muitas pessoas costumam não saber que cor de roupa usar no réveillon, mas sabem que a lingerie será amarela. Reza a lenda que ela traz dinheiro para o próximo ano. AZUL-TURQUESA: Esta cor estimula as pessoas a demonstrarem interesse por você. Ela expressa uma   personalidade revigorante, que está facilmente acessível. O azul-turquesa ajuda a clarear seus pensamentos e sentimentos, produzindo clareza em sua comunicação. Se você gosta de usar essa cor nas roupas, quer ser visto como portador de jovialidade e vivacidade. AZUL: Vestir-se de azul sugere espiritualidade e ordem. As pessoas que usam essa cor refletem um desejo de paz e quietude, tranquilidade e até mesmo solidão. Essa cor não é ameaçadora e o indivíduo que a utiliza por certo valoriza a lealdade e a honestidade. é uma cor fria, é muito boa para os dias quentes.   VIOLETA: O uso de roupas violeta gera sentimentos como respeito próprio, dignidade e autoestima. Essa é a cor usada pelos sacerdotes católicos para refletir santidade e humildade. Em virtude da sua riqueza, ela também está associada com o monarca, a extravagância e a prosperidade. Muitos artistas preferem essa cor para suas roupas, talvez por causa das suas qualidades espirituais ou criativas, é uma cor profunda que pode gerar tristezas, ou deixá-lo muito emotivo.   VERDE: Esta cor ajuda as pessoas a criarem um ambiente equilibrado, suavizado e calmo à sua volta. Ela simboliza harmonia e equilíbrio. O verde das roupas tende a refletir tipos convencionais, pessoas que gostam de ater-se ao que é certo e justo e que preferem não sobressair numa multidão. Os indivíduos que apreciam essa cor geralmente gostam da natureza e da segurança que ela traz. PRETO: Na maioria das sociedades ocidentais, o preto quase sempre é a cor da morte, do luto e da penitência. Em geral, essa cor é usada por pessoas que rejeitam a sociedade ou se rebelam contra as normas sociais. Essa é a cor usada pelos homens de negócio, policiais e padres para refletir poder e autoridade. O preto é percebido como escuro e misterioso e também pode significar sexo. Contudo, essa cor também é usada pelas pessoas que preferem parecer tradicionais e responsáveis. E convenhamos vestidos e ternos pretos, com um bom corte, são pura elegância. BRANCO: Agora a cor preferida dos brasileiros para passagem do ano, o branco. As roupas brancas têm sido associadas à limpeza, à pureza e inocência. Nos países orientais, o branco é usado como uma cor adequada para a morte e o pesar, aceitando que a pessoa morta partiu do mundo físico para um plano espiritual mais puro. Essa é a cor do desprendimento. O branco reflete todas as cores e as pessoas que o utilizam nas roupas podem fazê-lo para manter-se refrescadas sob o calor dos raios solares. Muitas pessoas acreditam que passar o réveillon de branco irá deixar para trás todos os problemas do ano que se encerra e começar de “alma limpa” o próximo ano. E você? Já sabe que cor de roupa usar no réveillon? Deixe aqui seu comentário ou mande uma foto pelo meu Instagram. E lembre-se, libere espaço no seu coração para o novo. Deixe de lado o que já não lhe serve. Adquira sentimentos bons e novos. Não hesite em renovar. Mude! Vista-se sempre de alegria, paz e amor. Brilhe muito! Uma Feliz festa de Réveillon para você e nos encontramos em 2018! Abraços Nana Machado

Consultoria de Imagem, entenda tudo o que ela pode fazer por você!

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal, Profissional | 0 comments

18.12.17

"A primeira impressão é a que fica!” você com certeza já ouviu essa frase não é mesmo? Saiba que isso é uma grande verdade seja para sua vida pessoal como profissional.  Você tem apenas 30 segundos para causar uma primeira boa impressão.  É claro que você quer que seja positiva. Há um conjunto de coisas que lhe representam como cuidados pessoais, tom de voz, olhar, intensidade do aperto de mão e simpatia. Nosso cérebro tem capacidade de avaliar tudo isso em milésimos de segundo. Se você pretende causar uma boa impressão e quer estar de bem com sua autoestima saiba que a consultoria de imagem pode fazer isso por você. Uma profissional de imagem ajuda homens e mulheres a encontrarem o seu ponto de equilíbrio entre o que eles são e o que aparentam ser! Interessante não é mesmo? Entenda aqui um pouco mais sobre isso e revele-se ao mundo!

A importância da roupa que vestimos para consultoria de imagem

Vestir-se é parte essencial da nossa rotina. Acordamos, tomamos café e abrimos o guarda roupa em busca de algo para vestir. Nesse momento, as escolhas que fazemos de cada peça, acessório e sapato, revela para o mundo muito ao nosso respeito. Elas refletem a nossa personalidade, estilo de vida e valores. Em um primeiro momento, você deve pensar que elas não são tão importantes, que não comportam tanta responsabilidade, mas sem dúvida, a aparência é uma importante ferramenta de comunicação. E você sabe por quê? Porque os outros nos veem a partir da forma como nos apresentamos, seja por meio de detalhes no nosso visual, seja por meio das cores que escolhemos, penteados e sapatos, por exemplo. É pela percepção visual que as pessoas fazem leituras da nossa personalidade e estilo de vida. São esses elementos que afetam a forma como os outros nos percebem e nos julgam. Portanto, são esses elementos que compõem a nossa imagem.

Mas afinal o que é imagem e estilo?

Imagem é a percepção que os outros tem de nós. Quanto mais próxima a percepção é da forma como realmente somos, ou seja, da nossa identidade, mais poderosa é a nossa imagem. Já o estilo é algo que é construído pela nossa alma. Quando nos vestimos, fazemos escolhas e nos perguntamos: É assim que quero me apresentar? É assim que gostaria de ser visto? Todos temos a preocupação de sermos aceitos pela sociedade, pelo grupo. Uma pessoa psicologicamente saudável quer estar cada dia melhor. Quer ter uma aparência cada dia melhor. Você já deve ter ouvido falar de pessoas com depressão não se importam com a aparência e muito menos com os cuidados pessoais, muitas ficam até sem tomar banho. Mas não é porque você acha que não se apresenta bem que está com depressão, pode ser apenas que você não saiba quais escolhas fazer. Qual roupa combina mais com seu biotipo, que cores combinam com sua pele e que corte de cabelo valoriza seu rosto, etc. Mas por que se preocupar com sua imagem pessoal?

O Impacto da Imagem no sucesso Pessoal e Profissional

Quando as pessoas nos veem, elas não estão vendo nosso currículo, nossas experiências ou o que sabemos e podemos fazer.  Elas imediatamente estão vendo nossa comunicação. Existem dois tipos de comunicação, a verbal e a não verbal.  Elas são bem simples de entender, a comunicação verbal é o que falamos, o que escrevemos. Ela é primordial para as relações humanas. Já a comunicação não verbal é expressada através da linguagem corporal, da nossa postura, dos gestos, expressões faciais, etc. Através dela mostramos nossas emoções e sentimentos. O modo como nos vestimos também faz parte da comunicação não verbal. Se você quer saber mais sobre como nosso corpo se expressa, eu sugiro a leitura do livro “O CORPO FALA” Tenho certeza que você irá se surpreender e aprender muito sobre o tema. Você sabia que na primeira impressão apenas 35% da sua linguagem verbal é percebida e 65% fica por conta da não verbal?   consultoria de imagem Veja o exemplo abaixo e me diga que você não se identifica: consultoria de imagem nana machado   Por essa razão, gerenciar a sua imagem é uma forma que você tem de afetar a percepção que as pessoas têm de você. Trabalhando nesse sentido, você faz com que sua imagem reflita a sua identidade: quem você é, o que faz e como faz. Desse modo, você consegue trazer visibilidade para suas maiores qualidades, e isto se torna uma vantagem competitiva tanto na vida profissional, quanto na vida pessoal. Atentando para esse aspecto, você tem a possibilidade de se apresentar evidenciando seus pontos fortes, comunicando-se com mais confiabilidade, autenticidade e segurança. Você já tinha reparado nisso? Como disse, em menos de 10 segundos avaliamos se a pessoa é atraente, se é amigável ou semelhante a nós socialmente e intelectualmente. Depois, julgamos outras características como: personalidade, confiabilidade, credibilidade, ocupação, sucesso e situação financeira. Nesse momento, se forma a tão famosa “Primeira Impressão”, e é pelo que avaliamos nos momentos iniciais, que decidimos se a pessoa merece ou não a nossa atenção. Enquanto isso, a pessoa que está sendo observada está fazendo a mesma análise em relação a nossa imagem. consultoria de imagem nana machado Independente de estarmos certos ou não, passamos a enxergar o outro através do julgamento que fazemos nesses poucos segundos de contato visual. Veja aqui 2 exemplos de mulheres que mudaram totalmente ao se tornarem populares, pode ter certeza que passaram por uma consultora de imagem feita por um profissional. Suzan Boyle   E uma mudança muito mais significativa a Presidente Dilma.    
Vestir uma mulher não é cobri-la com ornamentos, mas sublimar o significado do seu corpo e realçá-lo, envolver a natureza em um contorno capaz de acentuar sua graça.”                                      Paul Poiret
 

A Consultoria de Imagem tem como  objetivos realçar e ocultar!

A consultora de Imagem irá analisar o objetivo da pessoa e ver até onde é possível responder as suas expectativas. Ela terá uma conversa franca com a pessoa e fará um estudo da sua personalidade, seu estilo de vida pessoal e profissional, e seus objetivos. Depois de tudo isso, com muito bom senso, poderá orientá-la para as mudanças necessárias. O objetivo é realçar os pontos fortes do corpo e rosto da pessoa e ocultar os pontos fracos. Através da roupa cria-se uma ilusão de ótica, ela é uma ferramenta poderosa no artifício da beleza. Com ela pode-se alongar o curto, alargar o longo, avolumar o estreito e ajustar o volume. São diversos os truques para adequar a roupa ao biótipo da pessoa. O mais importante é criar um corpo harmonioso. Fazendo-o se sentir bem. Disfarçando o que a pessoa não gosta. Criando volumes, ou curvas onde for preciso. Usando elementos como: cores, modelagem, texturas, juntamente com acessórios certos e equilibrados.

São 4 os biótipos

1-A forma X ou ampulheta

    Esse é o tipo físico que toda mulher gostaria de ter. Se a mulher for do tipo físico da “Ampulheta” e se for magrinha, melhor ainda, pode usar tudo! Mas se não for magrinha, é necessário, diminuir visualmente os quadris e seios (para não parecerem tão volumosos). Ombros e quadris são da mesma medida, cintura fina, ao engordar fica proporcional, não perdendo a cintura.  Se você for este tipo, fique feliz, é o ideal de todas as mulheres. Pode usar “quase” tudo, com alguns cuidados no que diz respeito à altura. Pode colocar detalhe em qualquer parte do corpo, desde que não esteja acima do peso.   Podem usar: Tops, regatas, frente única, calça c/ prega, camisas e camisetas com penses, blusas justas valorizando a forma. Lembre-se que este biótipo tem cintura: Explore! Devem evitar: roupas retas, formas muito amplas que desvalorizem a cintura, trapézio pode deixá-la quadrada, casacos ou blazers com ombros largos demais e tudo que esconda sua silhueta bem definida.  

2 Tipo H ou retângulo

  Medidas do ombro e quadril são iguais, não tem cintura, o quadril é estreito. Quando engorda a cintura aumenta as medidas proporcionalmente, geralmente as pernas são esguias. Podem usar: Calças com pregas, calças de corte reto como alfaiataria, com cintura no lugar, boca um pouco mais larga, cintos em cores não contrastantes para marcar cintura, usar elementos que dêem a ilusão de afinar a cintura, blazers e casacos com cinto ou faixa com a mesma estampa. Os cintos grossos podem ser usados no quadril em cores contrastantes. Chame a atenção: para o colo com acessórios como colares, busque a forma V, alças justas, Decote Canoa. Saias e calças mais curtas se as pernas forem bonitas e proporcionais.  Devem evitar: Camisas e camisetas de cortes retos. Tanto curta quanto comprida. Cintos de tons claros, Jaquetas curtas, vestidos de cortes retos, blazers retos e nada crie ainda mais volume.    

3.Tipo A ou triângulo

  O ombro é a menor medida, há uma desproporção com o quadril. Normalmente a cintura é quase igual ao ombro. Engorda da cintura para baixo. E no geral as pernas são curtas. A virada do triangulo…  Esse tipo com alguns truques pode virar oito. O truque é ampliar as medidas dos ombros tornando-os parecidos com a medida dos quadris. A cintura já é marcada o que é um ponto favorável, esse tipo é comum entre brasileiras. Famosas como mulheres “violão” tem um certo charme, mas mesmo assim merecem cuidados ao vestir. Devem usar: Saias e calças mais sequinhas, calças mais retas, cores escuras, calças e blusas no mesmo tom, ou harmonizados, não ressaltando os quadris. Decote de ombro a ombro, tomara que caia, volumes nos ombros, alças que exponham as laterais dos ombros, linhas em gerais que ampliem a parte superior ao peito. Alças para fora, mais próximas do extremo dos ombros. Devem evitar: Pregas na parte inferior, como calças e saias, tudo que aumente os quadris, calças tipo legging, frente única  com suporte americano, calças ou saias balonê. Casacos na altura do quadril, detalhes na altura do quadril, como laços e amarrações. Calças muito baixas, diminuem as pernas.  

4-Tipo Y ou triangulo invertido

                         Neste tipo ao contrário do triângulo o ombro é a maior medida, portanto a desproporção está na parte superior do corpo. A cintura e quadris são mínimos em relação aos ombros. Devem usar: O objetivo é aumentar o quadril, portanto os volumes e detalhes na parte inferior terão bons resultados. Punhos com volumes, amarrações na cintura, camisetas na altura da cintura, calças de cinturas baixas mas não justas. Crepes, pregas, balonês, evasês e volumes que ampliem quadris. Colete escuro para afinar o tronco, cores escuras na parte de cima do corpo. Devem evitar: Camiseta manga curta usada com saia ou calça sem volume na parte inferior. Calças muito sequinhas que afinam ainda mais a silhueta nesta região. Trabalhando esses biótipos iremos definir as melhores cores para a pessoa através do estudo pessoal das cores e trabalhar com os elementos de design, ou seja, linhas formas, texturas e estampas combinados. Essas são algumas regras que um bom profissional de consultoria de imagem irá usar para transformar a vida dos clientes.Lembrando que não é uma área exclusiva pra mulheres, homens se beneficiam e muito principalmente em inicio de carreira quando não sabem como deve se apresentar. Mesmo em um ambiente corporativo clássico onde o social é regra, conhecer o seu estilo e se adaptar sem fugir de quem você é tornar-se fundamental para o profissional. A consultoria de imagem usa ainda o visagismo e o método introvisage, juntos eles irão transformar pessoas e mostrar o que há de melhor nelas. Agora que você já aprendeu sobre a importância de fazer uma consultoria de imagem e visagismo, que tal agendar a sua? Confira aqui como funciona o meu processo em detalhes! Deixe aqui seu comentário ou entre em contato comigo! Abraços Nana Machado imagens by SESC SP