Visualizar as mensagens categorizadas de acordo com: Pessoal

Quero parecer mais alta: o que fazer?

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

Apostar no sapato de salto é o bom e velho truque para parecer mais alta. Mas existem outras maneiras de alongar a silhueta, que podem ser colocadas em prática facilmente. A baixa estatura é uma queixa entre muitas mulheres. E assim como em outros casos, algumas técnicas de visagismo, de moda e estilo podem ajudar a dar a impressão de que você é mais alta. Valorizar o que tem de mais bonito e disfarçar pontos que incomodam, inclusive, é um dos papéis de uma consultora de imagem. Esse profissional pode ainda te ajudar a encontrar seu estilo ou fazer mudanças no seu visual com a finalidade de alcançar algum objetivo pessoal ou profissional. Contudo, existem algumas dicas para parecer mais alta que você pode começar a testar agora mesmo. Confira 8 sugestões para alongar a sua silhueta!

1. Look monocromático

Uma das dicas de moda mais comuns para parecer mais alta é apostar em looks monocromáticos. Vestir-se toda de branco, de preto, ou outro tom da sua paleta de cores certamente vai ajudar a alongar a sua silhueta. Você pode parecer ter ganhado alguns centímetros a mais mesmo se o look for composto por duas peças, como uma calça e uma blusa, por exemplo. E se quiser otimizar e parecer ainda mais alta, continue a leitura e veja mais dicas para escolher as peças certas para esse look monocromático.

2. Calça flare

A calça flare, que no passado era chamada de “boca de sino”, é aquele modelo mais justo na parte de cima e com a barra que vai alargando.  Para parecer mais alta, uma dica é apostar em uma calça nesse estilo que cubra praticamente todo o sapato. Melhor ainda se você estiver com um salto bem alto. Assim, vai ter a silhueta bem alongada.

parecer mais alta

3. Calça de cintura alta

As calças de cintura alta também têm o poder de alongar a silhueta. E o melhor de tudo é que elas seguem na moda e são facilmente encontradas em diferentes lojas. Como elas cobrem uma boa parte do corpo, dão a sensação de que é mais alta. Outra vantagem é que você pode escolher qualquer modelo que tenha cintura alta.  Desde a calça flare, passando pela skinny e a pantalona, se tiver cintura alta, pode apostar: vai fazer você parecer ter uns centímetros a mais!

4. Decote em V

Outra dica clássica para quem quer parecer mais alta é usar peças com decote em V. Esse recorte dá a sensação de profundidade, valoriza o colo e alonga a silhueta. Ele pode ser usado tanto em blusas quanto em vestidos, por exemplo. Para potencializar o efeito, você pode usar um macacão de uma cor só (monocromático) com decote em V, ou ainda uma blusa com esse recorte e uma calça de cintura alta e um sapato de salto.

5. Sapato nude

Na hora de usar partes de baixo mais curtas, como shorts e saias de diferentes comprimentos, uma dica é usar um sapato nude, em um tom bem parecido com o da sua pele. Isso dá a sensação de continuidade, como se a sua perna fosse maior. Dessa maneira, vai parecer mais alta. Esse truque pode ser usado também por pessoas mais baixas que querem usar saia midi, por exemplo. Um sapato nude, principalmente se for de salto, pode ajudar a usar esse comprimento sem parecer achatada.

6. Listras verticais

As listras verticais também são uma boa pedida para quem quer parecer mais alta. Elas podem ser usadas em diferentes peças para dar essa impressão. Contudo, para ser mais assertiva, aposte em calças e vestidos. E não precisa se prender ao padrão de listras verticais em preto e branco. Mesmo misturando outros tons, manterá a sensação de silhueta alongada.

7. Peças mais justas

No geral, peças mais ajustadas ao corpo também ajudam a dar a sensação de que é mais alta. Isso é válido tanto para saias, quanto vestido, calças e, claro, usadas com blusas igualmente mais justas. Porém, é preciso ficar atenta para não cometer alguns erros. Dependendo do formato do corpo, uma peça muito justa pode evidenciar algo que, na verdade, se quer esconder. Além disso, é preciso ficar de olho para não parecer vulgar, se essa não for a sua intenção.

8. Gola alta

Um efeito parecido com o visto nas calças de cintura alta pode ser encontrado nas peças de gola alta. Sejam vestidos ou blusas, esse tipo de gola pode alongar a silhueta.  Se você quer parecer mais alta, aproveite que esse tipo de gola está em alta e aposte em peças que, inclusive, podem ser encontrada sem manga, para usar também no verão. E então, o que achou destas dicas para parecer mais alta? Já apostou em alguma delas? Comente sua experiência pelos comentários! E se quiser um atendimento personalizado para você, entre em contato para conversarmos!

Cor do cabelo X Tom de pele: os passos para acertar esta equação

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal, Visagismo | 0 comments

16.08.19

Escolher a cor certa é fundamental não só na hora de montar seus looks e se sentir segura, mas também para compor a sua imagem pessoal. Por isso, é muito importante que a sua cor de cabelo e o tom de pele estejam alinhados. Mas como fazer isso? A tarefa pode não ser fácil, principalmente sem a ajuda de um profissional, como um cabeleireiro ou consultor de imagem e estilo. Isso porque, para chegar à cor do cabelo ideal para cada tom de pele é preciso estar por dentro de técnicas como a que identifica o seu subtom. Ele pode fazer toda a diferença na escolha da cor de cabelo, já que pode ser rosado, amarelado ou neutro. Isso sem falar nas técnicas de visagismo. Essa é, basicamente, a arte de harmonizar corte de cabelo, cor de maquiagem, de cabelo e até mesmo de roupa. Sendo assim, com a cor do cabelo certa para o tom de pele, você pode valorizar certas partes do seu rosto e até mesmo esconder aquelas características que não gosta tanto em você.

Cor de cabelo ideal para peles brancas

Quem tem tom de pele mais branquinho costuma ficar bem com cor de cabelo loiro. Se o fundo da pele for rosado, aqueles tons platinados podem ser ideais. Já o loiro mais quente vai bem se o subtom da pele for amarelado, ou oliva. Os acobreados claros, como ruivos, e os castanhos também costumam funcionar bem em quem tem pele branca.  Caso tenha olhos ou sobrancelhas escuras e marcadas, a escolha pelo loiro pode não ser a ideal, pois vai dar um aspecto artificial. Tons muito escuros, como pretos, podem dar um contraste muito grande e não cair tão bem assim. O mesmo acontece com tons de vermelho escuro.

Diferentes opções para o tom de pele moreno

Assim como acontece com quem tem tom de pele mais branquinho, no caso das morenas a cor de cabelo ideal pode variar de acordo com outras características, como o subtom da pele. Por exemplo, se a pele tiver fundo avermelhado, pode ser que uma cor de cabelo bem loira caia bem. Os acobreados mais escuros ou castanhos também podem ficar ótimos nesse tom de pele. Agora, as morenas mais pálidas, com pele de fundo amarelado, deve preferir os acobreados escuros em vez do loiro aberto.

cor do cabelo

Em peles negras, aposta na cor de cabelo também ajuda a valorizar beleza

Assim como nos casos acima, quem tem pele negra pode valorizar ainda mais a sua beleza com a escolha certa da cor de cabelo de acordo com o tom de pele. Castanhos e pretos são apostas certeiras para quem tem pele negra. Além disso, tons acobreados podem ajudar a realçar características do rosto, como os olhos, ou suavizar traços, de acordo com a preferência. Eles podem aparecer tanto no cabelo todo como em mechas e luzes.

Como não errar na hora da escolha da cor do cabelo para o meu tom de pele?

Colorir as madeixas pode render horas no salão e um bom dinheiro, dependendo do profissional e do tipo de trabalho realizado. Por isso, o ideal é fazer uma escolha certeira para não precisar retocar ou pintar novamente por não ter gostado do resultado, por exemplo. Nesse caso, uma consultoria de imagem e estilo pode te ajudar a não errar na escolha da cor do cabelo para o tom de pele. Isso porque o profissional vai te ajudar a entender diversos aspectos e encontrar os melhores caminhos para que você tenha uma imagem segura e positiva, além de autoconfiança. Como citado anteriormente, a decisão pela melhor cor do cabelo passa pela descoberta da sua paleta de cores pessoais. Mas não só isso é levado em consideração em uma consultoria de imagem e estilo. O profissional também vai avaliar o seu corte de cabelo, sua rotina, suas necessidades, desejos e, claro, seus objetivos pessoais e profissionais. Assim, você vai ter um estudo completo da sua imagem, que certamente vai te ajudar a conquistar o que deseja, além de dar um belo upgrade na sua autoestima e autoconfiança. O que você achou das dicas sobre cor de cabelo? Se ficou alguma dúvida, deixe seu comentário!

Arrumar a mala de viagem: minhas dicas para não errar nessa hora

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

09.08.19

Viajar é sempre uma delícia, um momento de lazer e descontração em meio à rotina corrida. Mas o que é para ser agradável pode se tornar um martírio para quem não gosta, ou não sabe muito como arrumar a mala. Querer levar tudo o que for possível é um dos principais erros na hora de arrumar a mala. O pensamento de que sempre pode precisar de algo pode fazer com que você saia de casa com uma bagagem pesada demais, e com peças que não vai usar. Para evitar esse tipo de erro na hora de arrumar a mala e acertar nas peças e na organização, confira as dicas que eu separei e boa viagem!

1. Escolha uma mala leve e de tamanho médio

Essa dica é essencial para quem vai viajar de avião. Com as novas regras de peso de bagagem, grande parte dos bilhetes que têm franquia de bagagem dão direito a somente uma mala com até 23 kg. Sendo assim, a primeira dica para arrumar a mala é escolher uma que seja o mais leve possível. Assim, você vai ter como aproveitar melhor esse peso com as suas coisas e não com a estrutura da própria mala. Além disso, aquelas malas grandes tornam-se quase obsoletas, já que dificilmente você vai conseguir encher uma bagagem grande sem ultrapassar a franquia de 23 kg. Por isso, opte por aquelas de tamanho médio.

2. Comece a arrumar a mala com antecedência

Quanto antes você começar a arrumar a mala, melhor. Assim, você tem tempo suficiente para se lembrar de algo, separar tudo com calma e assegurar a organização. O ideal é começar a arrumar a mala com pelo menos uma semana de antecedência.

3. Fique de olho na previsão do tempo

Antes de arrumar a mala e partir para as férias, você precisa olhar a previsão do tempo para o lugar para onde vai. Veja se, durante a sua estadia, vai fazer frio, calor, se vai chover, ou ainda se o tempo ficará instável, com dias quentes e noites frias, por exemplo. Tudo isso vai influenciar nas escolhas do que levar na bagagem.

4. Leve em consideração o seu roteiro de viagem

Na hora de arrumar a mala, o ideal é que você já saiba mais ou menos o que pretende fazer durante a viagem. Passeios, festas, eventos… Leve em consideração o seu roteiro e pense nas peças, acessórios e maquiagens que são mais adequados para cada ocasião. 

Mala

5. Partes de baixo devem compor ao menos três looks

Depois que você já separou a sua mala, olhou a previsão do tempo e tem em mente o seu roteiro, é a hora de separar as peças que vai levar na viagem! A recomendação é sempre começar pelas partes de baixo, que costumam ser as mais versáteis. A quantidade vai variar de acordo com o tempo de estadia no local de destino. No entanto, uma regra pode te ajudar a otimizar o espaço e o peso da mala. Basicamente, cada parte de baixo deve servir para compor três looks diferentes. Nesse caso, o jeans pode ser o seu melhor aliado. Seja um short para um look de praia, ou ainda uma calça jeans para outras viagens, como em locais em que faz frio, o jeans pode ser combinado facilmente com outras peças.

6. Escolha peças leves e que não amassem

Outra dica para arrumar a mala é escolher peças que não amassem. Além disso, prefira aquelas que são leves, para não comprometer o limite de peso da sua bagagem. Caso queira levar alguma peça que amasse, o ideal é colocá-la por cima, depois que tudo já estiver arrumado. Assim, você evita que ela chegue muito amarrotada.

7. Separe as peças íntimas

E, claro, na hora de arrumar a mala você não pode esquecer das suas roupas íntimas. Uma dica é colocar as calcinhas para preencher o bojo dos sutiãs, que podem ser colocados abertos na mala.  O ideal é pôr essas peças em um saquinho separado, para preservar a higiene e evitar que se espalhem.

8. Arrume suas necessaires

Não se esqueça de levar shampoo, condicionador e o que mais for precisar para tomar banho e cuidar dos cabelos, por exemplo.  Para facilitar, você pode colocar tudo em embalagens menores, próprias para viagens e acomodar os frascos em uma necessaire só, que possa ser levada ao banheiro quando necessário. A escolha das maquiagens também pode ser um desafio para quem gosta muito dessa parte. Porém, na sua necessaire, coloque apenas o essencial.  Um duo de sombra da sua paleta de cores pessoais, por exemplo, pode ser o suficiente. Além disso, dá para apostar em um batom vermelho para usar como blush e eliminar esse item da mala.

9. Leve uma muda de roupa na mala de mão

Outra dica fundamental na hora de arrumar a mala é levar uma muda de roupa na sua bagagem de mão. Isso porque, caso aconteça da companhia perder sua mala ou ela demorar a chegar, você não vai passar sufoco. Não se esqueça de conferir também todos os documentos, levar o carregador do celular e objetos de valor sempre com você. Alguns itens de higiene também podem ser úteis, assim como um kit básico de maquiagem.  Mas, claro, desde que não ultrapasse o limite de 100 ml por frasco em voos internacionais, e de até 1 litro no total.

10. Coloque peças mais pesadas no fundo da mala

E uma dica para organizar a sua mala é colocar as peças mais pesadas no fundo da mala. Isso vale, inclusive, para os sapatos. O ideal é acomodá-los na parte de baixo da mala. Assim, quando ela for colocada na vertical, o que for mais pesado já vai estar mais abaixo.

11. Opte por viajar com as peças mais pesadas no corpo

Percebeu que extrapolou ou está quase excedendo o limite de peso da sua mala? Uma dica pode ser viajar com as peças mais pesadas no corpo. Nesses casos, vista casacos, calças jeans ou botas que pesem mais.

12. Três calçados podem ser suficiente

Na hora de escolher quais sapatos vai colocar na mala, também vale a pena pensar naqueles que são mais versáteis, que poderão ser usados mais vezes e em diferentes ocasiões. Geralmente, três pares bastam. Você pode escolher um salto para uma festa ou evento mais formal, um tênis para andar e passear e um outro par que seja neutro e mais versátil, por exemplo.

13. Dobre as roupas em rolinhos

Por fim, dobre suas roupas em rolinhos na hora de arrumar a mala. Isso ajuda a visualizar o que tem na bagagem, mantém tudo em ordem e evita que as roupas amassem, por exemplo. E então, o que achou de minhas dicas para arrumar a mala. Aproveite para compartilhar com suas amigas!

Como inserir o tênis no dia a dia e se manter muito estilosa

Posted by Nana in 1, Imagem, Pessoal | 0 comments

02.08.19

Confortáveis e estilosos, os tênis não são só indicados para produções casuais e despojadas. Eles também vêm sendo muito usados em looks mais elaborados, inclusive para trabalhar, combinando com terninhos e saias mais arrumadas. A proposta mais cool tem tudo a ver com tendências dos anos 1980 e 1990, que estão com tudo. E o estilo sporty ou sport chic aposta, principalmente, nos tênis para dar esse ar mais descolado a praticamente qualquer produção. O primeiro passo para inserir o tênis no seu dia a dia sem perder o estilo é entender de qual ou quais modelos você mais gosta. Isso porque tem aqueles que são mais esportivos, uns mais arrumados, e até mesmo o material pode variar, sendo de couro, tela, tecido e até brilho. Depois, é só se inspirar nas dicas a seguir e começar a usar o tênis no dia a dia sem medo errar! Confira:

Tênis e calça jeans: um verdadeiro clássico

Peças básicas no guarda-roupas de praticamente todas as mulheres, tênis e calça jeans são sinônimos de conforto e versatilidade. Mas é a diversidade de modelos de ambas as peças que faz com que sejam tão queridos. Isso ajuda você a manter o seu estilo, sem abrir mão do conforto. Você pode apostar em uma calça skinny, de cintura alta, ou ainda modelos mais soltinhos como a boyfriend. Sem falar nas lavagens, que podem ser as mais variadas possíveis, indo desde o azul marinho até aquelas mais clarinhas, quase brancas. Combinando o bom e velho jeans com um tênis, você pode adotar diferentes estilos. Para um look mais despojado, um tênis esportivo pode ser o mais indicado. Outro modelo que pode cair muito bem é o chunky, um tipo mais bruto, com solado grosso, que está super em alta. Agora, se você quer um visual mais alinhado, pode apostar em tênis de outros materiais e estilos, como aqueles de veludo ou couro, por exemplo. Nessa composição, a blusa escolhida também pode ajudar a dar o tom do look: se mais casual ou mais arrumado.

tênis

Tênis com saia e vestido também é tendência

Outra maneira de usar tênis no dia a dia que vem fazendo a cabeça de blogueiras, famosas e editoriais de moda é a combinação com saias e vestidos. E olha que eles podem ser até aqueles modelos mais alinhados e que, há algum tempo, a gente nem cogitava usar com tênis! Isso inclui vestidos longos e esvoaçantes, ideais para o verão. Mas todos os comprimentos estão liberados: pode ser mini, midi ou longo. Seja qual for a sua preferência, dá para usar um tênis e ficar estilosa e confortável ao mesmo tempo.

Roupa social e tênis também combinam!

O office look também tem vez quando o assunto é tênis. O calçado pode ser usado tanto com terninhos quanto com vestidos mais estruturados e ideais para esse ambiente. Shorts e saias de alfaiataria também vão super bem com um par de tênis. Para manter a sobriedade, você pode apostar em um modelo branco, que também está em alta. Outras peças como blazer, calça de couro e saia lápis caem bem com um par de tênis. O ideal, nesse caso, é coordenar bem as produções. Caso fique com medo de errar, busque inspirações na internet e adapte para o que você tem no seu armário.

Tênis coloridos dão toque a produções mais sóbrias

Se você gosta de looks com apenas um ponto de cor, essa dica pode ser ideal! Uma das maneiras de usar tênis no dia a dia é apostando em produções monocromáticas e um tênis colorido, que se destaque. Essa é uma forma de ficar bastante estilosa e, em muitos casos, não parecer esportiva demais. Isso porque, dependendo das peças que escolher, a produção pode até mesmo ser ideal para trabalhar. Com estampas florais e animal print em alta, a combinação com tênis pode dar ainda um toque especial de estilo a looks mais sóbrios.

Meias podem dar toque de estilo aos tênis

Por fim, uma dica para aderir ao tênis no dia a dia e esbanjar estilo é usando meias. Para as mais discretas, elas podem ser pretas ou até mesmo em tons mais sóbrios. Porém, quem quer ousar no look com tênis pode investir sem medo em modelos mais compridos e até estampados. E então, pronta para inserir o tênis em seus looks? Conte para gente pelos comentários e aproveite para compartilhar o post com suas amigas!

Como potencializar seu estilo sem perder sua personalidade

Posted by Nana in 1, Pessoal, Visagismo | 0 comments

26.07.19

Ser estilosa, sem deixar de lado a personalidade, pode ser um desafio maior do que parece! Para chegar lá, é preciso não só uma boa dose de autoconhecimento, como também algum esforço para usar a moda a seu favor, por exemplo. Muitas vezes, a necessidade de dar um up no visual está ligada a questões profissionais. Uma pessoa hippie ou com o estilo mais natural, por exemplo, precisa se adequar caso vá trabalhar em uma companhia que exige trajes mais formais. O mesmo acontece no caso de empresas sem dress code, mas em que a pessoa ocupa um cargo de liderança, por exemplo. E ainda que você ainda não tenha chegado lá, mas almeja um crescimento profissional, investir um pouco de tempo e dinheiro no visual, sem deixar a personalidade de lado, pode ajudar e muito. Nesses casos, o visual e o estilo podem dizer muito sobre a pessoa, suas ambições e vontades, por exemplo. É por isso que tanto se fala sobre técnicas de visagismo ou consultoria de imagem e estilo. Hoje em dia, existem diversas ferramentas que podem ajudar qualquer pessoa a elevar a autoestima, passar a imagem que deseja para as pessoas, mas sempre mantendo o estilo próprio. Sabe aquela pessoa que todo mundo acha estilosa, mas que não necessariamente passa essa impressão por usar as últimas tendências? Essa pode ser você! Confira a seguir algumas dicas para potencializar seu estilo sem perder sua personalidade.

1. Busque por referências

Tem alguma pessoa que você acha muito estilosa e que você queria ser parecida? Inspire-se nela para potencializar o seu estilo sem perder a personalidade! Veja o que ela usa, e o que mais te agrada e combina com você. Perceba cada elemento de maneira isolada, como roupas, sapatos e acessórios e liste aqueles que você usaria ou já usa, mas de maneira diferente. Esse referencial pode ser uma espécie de guia para você potencializar o seu estilo, chegando a algo único, que só você tem.

2. Tenha um objetivo

Estilo tem muito a ver com autenticidade, por isso, não dá para simplesmente copiar alguém que te inspira. Porém, dá sim para observar alguns elementos dessa pessoa e trazer para o seu cotidiano, e também para o guarda-roupas. Isso porque o estilo não é só a maneira de se vestir. Ele também está ligado ao tipo de vida que se leva, aos pensamentos e, sobretudo, os princípios e comportamentos das pessoas. Então, antes de querer ter o seu próprio estilo, é importante ter em mente quais são os seus objetivos, suas preferências e crenças. Tudo o que você é, ou o que você quer ser, precisa estar refletido no seu estilo e na maneira como você se veste, porque é através desses elementos que as pessoas vão te perceber.

3. Reflita sobre o que você gosta

Pode parecer besteira, mas muita gente não sabe dizer o que gosta e o que não gosta na hora de se vestir. Diversas vezes, tudo é feito de maneira muito empírica, com pouca reflexão. Então, se você quer potencializar seu estilo sem deixar a personalidade de lado, uma dica é refletir sobre aquilo que você realmente gosta. Pense sobre roupas, sapatos e acessórios que você sempre preferiu de usar, ou um estilo que você vem adotando há muito tempo, mas nunca questionou se é o mais adequado.

4. Conheça o seu corpo

Mais uma vez, o autoconhecimento aparece. Sem ele, fica difícil ter um estilo próprio, que realmente reflita a sua personalidade. Para começar, é importante você conhecer o seu formato de corpo, para entender quais peças valorizam sua beleza natural. Além disso, é essencial conhecer sua paleta de cores pessoais. Assim, vai saber quais tons mais combinam com a sua pele. E tudo isso, claro, sem deixar de lado a sua personalidade. Por isso, observe-se no espelho, tire fotos e reflita sobre o seu estilo e sobre o que pode ser melhorado.

5. Foque no seu melhor

Trabalhar o autoconhecimento também vai te ajudar a entender quais são seus pontos fracos e fortes, seja fisicamente quanto psicologicamente. No primeiro ponto, uma consultoria de imagem e estilo pode ajudar e muito.  Isso porque são trabalhadas técnicas que levam ao autoconhecimento e à formação de um estilo próprio e único, considerando a personalidade e os atributos físicos. O ideal é sempre focar naquilo que se tem de melhor e mais bonito. Se as pernas chamam a atenção, por que não valorizar essa parte do corpo? O mesmo pode acontecer com o rosto, cabelos ou mesmo o colo.

6. Fique de olho no caimento e na qualidade das peças

Um dos pontos que chamam a atenção em qualquer look é o caimento da peça no corpo da pessoa. Sempre que for comprar algo, experimente e avalie se aquela roupa te favorece. Na dúvida, tire uma foto ou peça a opinião de alguém. Além disso, peças de boa qualidade costumam se destacar em qualquer look. Tudo bem se você não puder ter muitas roupas de boa qualidade, mas garanta que ao menos aquelas peças básicas e atemporais sejam assim. E então, o que achou das dicas? Se precisar de conselhos mais personalizados para sua vida e seu estilo, entre em contato. Vamos tomar um café!

Lingeries que valorizam seu formato de corpo

Posted by Nana in 1, Pessoal | 0 comments

19.07.19

Você sabia que a lingerie pode ser uma forte aliada na hora de valorizar partes do corpo ou disfarçar o que você não gosta muito? Além de elevarem a autoestima das mulheres, as peças íntimas ajudam ainda na hora de se vestir, já que existem modelos ideais para cada tipo de roupa. E assim como há peças de roupas mais adequadas para cada formato de corpo, com a lingerie não é diferente: dependendo da peça, pode valorizar, e muito, a silhueta feminina.  Mas, claro, para isso é importante você investir em autoconhecimento antes. Confira a seguir algumas dicas, separadas de acordo com o formato do corpo.

Ampulheta - lingerie pode igualar proporções (X)

Quem tem corpo em formato de ampulheta geralmente tem seios mais avantajados, quadris e ombro mais ou menos da mesma largura, além de cintura mais fina. Nesse caso, o ideal é buscar um equilíbrio, sempre mantendo a curvatura acentuada na cintura. No caso do quadril, o ideal é apostar em cores escuras como preto e vinho, que podem ajudar a dar a sensação de que essa parte do corpo é menor.  Além disso, os modelos com tiras largas ajudam a disfarçar essa parte do corpo. Mais uma dica é evitar que a lingerie tenha enfeites nas laterais. Caso os seios sejam uma região que você queira disfarçar, o ideal é investir em sutiã meia taça, mas sem enchimentos. Aqueles modelos com detalhes mais ao centro, como pingentes, podem ainda dar a sensação de volume menor, pois chamam a atenção para outra parte da peça.  Também no caso do sutiã, as cores escuras podem ajudar. Quem tem corpo em formato de ampulheta deve preferir lingerie de uma cor só. Porém, caso prefira as estampas, como animal print ou floral, o ideal são os desenhos com padronagens menores.

Retângulo - objetivo da lingerie é definir as formas (H)

Já o corpo em formato de retângulo é aquele com ombros, cintura e quadril na mesma proporção. Nesse caso, a lingerie pode ajudar a criar curvas, deixando a mulher ainda mais sensual. Então, o ideal é ganhar volume no quadril e nos seios. Mulheres com seios menores, e que querem valorizar essa parte, podem optar por sutiãs com bojo ou enchimento. Assim, ganham um volume a mais graças à lingerie. Outros truques também podem ser bastante úteis nesse caso. Para juntar mais os seios, por exemplo, basta escolher um modelo de sutiã com fecho na parte da frente. Assim, pode haver a sensação de que eles são maiores. Agora, se a intenção é dar uma levantada e ainda aumentar o volume, os sutiãs com aro e um volume concentrado na parte de baixo podem ser ideais. As cores também estão liberadas. Contudo, o ideal é respeitar a sua paleta de cores pessoais, para valorizar ainda mais a beleza natural. Já a lingerie ideal para valorizar um quadril pequeno pode ser, por exemplo, uma calcinha com a lateral bem fininha. Apostar em cores claras também pode ser uma boa, já que elas tendem a dar a sensação de mais volume. Outra dica é escolher lingeries que tenham laços e outros enfeites na lateral, chamando a atenção para essa parte do corpo. Também funciona usar aquelas calcinhas maiores, como shortinhos. Nesse caso, o ideal também é preferir os que tenham cores claras, para aumentar o bumbum.

Oval - barriguinha pode ser disfarçada com a lingerie certa (O)

Quem tem corpo no formato oval geralmente quer afinar a cintura e disfarçar a barriga. Isso porque esse tipo de corpo tende a ter costas e seios mais avantajados, além de cintura arredondada. Então, o ideal é escolher camisolas mais retas e sem volume. Além disso, os espartilhos podem ser grandes aliados, principalmente os mais estruturados e sem transparência, ou com transparência na vertical. Nesse caso, o uso de bodies também pode ajudar. Dependendo do modelo, pode não só disfarçar a barriguinha, como corrigir a postura. Cavas das pernas mais altas também podem ser grandes aliadas.

Pera - lingerie certa pode dar mais volume em cima e disfarçar quadril (A)

Mulheres com corpo em formato de pera são aquelas em que os ombros e os seios são menores do que o quadril. Sendo assim, o ideal é tentar equilibrar as proporções, dando a sensação de que o quadril é menor, e de que os seios são maiores. No caso do quadril, vale a dica já citada: apostar em calcinhas com laterais mais largas e de tons escuros. Já o sutiã pode ter enchimento, babados, renda e tudo mais que dê volume aos seios. Outro truque pode ser apostar em sutiãs com estampas. Assim, ele se torna mais chamativo do que a calcinha.

Triângulo invertido - ideal é escolher uma lingerie que valorize parte de baixo (Y)

O corpo em triângulo invertido é praticamente o contrário do tipo pera. Isso porque os ombros e os seios costumam ser maiores do que o quadril. Então, o ideal é fazer justamente o oposto na hora de escolher a lingerie ideal. Sendo assim, o mais adequado é evitar sutiã com bojo, ou que tenha volume e chame a atenção para os seios. Prefira cores mais escuras e laterais mais largas. Já a calcinha pode ser daqueles modelos com alças mais finas, ou ainda as chamativas, cheias de babados, cores fortes e estampas, uma vez que a ideia é chamar a atenção para essa parte do corpo. Qual seu tipo de corpo? Ainda tem dúvida sobre seu tipo de lingerie? Deixe seu comentário!